• Lucca Koch

Conheça o Gui e o Rafa, o casal que traz afeto e encantamento com seus conteúdos de reformas

Você já deve ter ouvido algum jovem falar que seu sonho é ser um “influenciador” ou um criador, mas o que poucas pessoas sabem é que essa profissão exige muito esforço, dedicação e profissionalismo. Mas com muita vontade e persistência é sim possível chegar lá e trabalhar com grandes marcas do mercado.


O casal Gui e Rafa, conhecidos por apresentar em seu canal no Youtube (www.youtube.com/c/GUIERAFA) ou no perfil do instagram (www.instagram.com/canalguierafa) reformas e faça-você-mesmo, entenderam desde o vídeo 1 que eles estavam se aventurando em um mercado exigente. Hoje com mais de 33 mil seguidores, eles olham para trás e se orgulham e celebram cada passo dado, seja lembrando dos vídeos gravados durante as madrugadas ou ainda dos diversos incentivos que recebiam dos amigos. Não desistir é a palavra de ordem!


Como bem diz a sua bio no instagram “muito afeto por metro quadrado” e é isso que esses dois rapazes focam sua produção de conteúdo, em apresentar ao público que que elas podem realizar coisas incríveis por conta própria e que a autonomia aliada à criatividade pode transformar vidas.


Eu bati um papo com eles sobre produção de conteúdo, início do canal, apresentação de projeto para grandes marcas e muito mais. Veja aqui nossa conversa:


Como e quando começou a produção de conteúdo de vocês?


Começamos a produzir conteúdo em abril de 2019. Inicialmente só pensávamos em produzir para o YouTube, mas depois entramos de cabeça na produção de conteúdo para outras redes, como Facebook, Instagram, TikTok e Pinterest. A vontade de criar conteúdo surgiu há muitos anos e sempre foi algo que os dois almejavam, mesmo antes de nos conhecermos. Porém, tudo isso só se concretizou com o incentivo dos nossos amigos, que viam as coisas que fazíamos na nossa casa e falavam sempre para gente compartilhar tudo na internet. Aí começamos a gravar e postar, até que começamos a curtir MUITO a troca com pessoas que nos assistiam mesmo sem nos conhecer.


Decoração sempre foi o tema principal dos conteúdos que vocês produzem?


Na verdade não, nós começamos a produzir conteúdos de faça-você-mesmo em geral, já ensinamos a fazer ilustração, customizar jaqueta, produzir uma bolsa do zero. Mas no meio disso sempre tinham conteúdos de decoração e eram esses que tinham um alcance e um engajamento maior. Foi aí que paramos para analisar os dados e percebemos que seria legal focar no nicho de decoração a baixo custo. Alguns meses depois de nos manter nessa linha editorial surgiu outro nicho que teve um alcance maior ainda, o de reformas. O alcance dos nossos conteúdos com esse tema foi tão grande que hoje contabilizamos mais de 4 milhões de acessos em uma única reforma que produzimos em 2020. Então, atualmente focamos em projetos de decoração com muito faça-você-mesmo e reformas acessíveis!





Vocês sempre enxergaram essa produção como um trabalho ou essa virada de chave aconteceu depois?


Desde quando começamos nós pretendíamos que a criação de conteúdo fosse nosso trabalho principal, então desde os primeiros vídeos tentamos ao máximo entregar um conteúdo de qualidade, que pudesse ajudar as pessoas e ao mesmo tempo possibilitar um entretenimento. Nós colocamos isso como meta e viramos muitas noites criando conteúdo, inclusive os nossos primeiros vídeos são todos com um tom de voz meio baixo, porque gravamos tudo de madrugada e não podia fazer muito barulho no prédio hahahha. Porém, as coisas mudaram quando participamos de um programa de aceleração para criadores de conteúdo (o Creators Boost da YouPix) e percebemos que os pequenos criadores de conteúdo também tinham um lugar no mercado. Nesse programa também aprendemos a escrever projetos para apresentar para as marcas, a precificar o nosso trabalho e principalmente a encontrar o nosso propósito na criação de conteúdo, que é: mostrar que as pessoas podem realizar coisas incríveis por conta própria e que a autonomia aliada à criatividade pode transformar vidas. E claro, como somos um casal gay, tentamos sempre mostrar que uma casa LGBT também é sinônimo de amor e acolhimento.


Vejo que vocês trabalham com grandes marcas do mercado. Mas quando a primeira que procurou vocês, como foi esse momento? Foi ela um divisor de águas na carreira de vocês?


O trabalho com as marcas surgiu depois de um certo tempo, mas foi incrível. Antes das marcas nos procurarem, a gente sempre foi atrás delas propondo parcerias e projetos, porém quase nenhuma respondia e quando respondia era sempre com uma recusa. O nosso primeiro trabalho oficial foi em forma de permuta, quando mandamos um email para uma marca de tintas de parede e pedimos algumas para reformar a nossa casa e transformar aquilo em conteúdo. Depois disso deu super certo e até hoje ficamos impressionados que algumas marcas grandes chegam para fazer orçamento conosco!





Hoje vocês vivem exclusivamente da produção de conteúdo? E como vocês fazem isso? Existe uma agência de talentos ou vocês que realizam todos os processos (desde procura por marcas até envio de nota fiscal)?


Estamos há poucos meses vivendo apenas disso e está sendo maravilhoso poder nos dedicar a algo que curtimos tanto fazer! A nossa equipe é feita apenas de nós dois e uma editora de vídeos, porque essa parte demanda muito tempo. Então nós cuidamos de prospectar, criar projetos, responder orçamentos, fazer o atendimento com o cliente quando não tem agência mediando o projeto e cuidar também do financeiro. E claro, também fazemos a produção dos vídeos, os projetos de decoração e as reformas.


Já pensaram em desistir de tudo e trabalhar com outra coisa?


Nós nunca pensamos em desistir porque nos encontramos muito nisso tudo que fazemos. Antes trabalhávamos com Produção de Arte e Figurino para audiovisual, então tínhamos uma rotina de gravações exaustiva e que nos gerava muita ansiedade. Com a produção de conteúdo nós pudemos encontrar a nossa melhor forma de trabalhar, com um método de comunicação e organização que funciona conosco e é assim que estamos mais felizes. Hoje pensamos apenas em expandir o conteúdo e nutrir a nossa comunidade.





Qual a principal dica que vocês dariam para quem quer viver de produção de conteúdo?


Nem sempre os maiores apoiadores do seu projeto serão seus amigos e familiares, e tá tudo bem! Produzir conteúdo pode parecer solitário, mas com tempo o público certo começa a chegar. A internet é fantástica e ser criador de conteúdo é uma das poucas profissões onde se pode escolher o que você quer dizer e contar, e hoje em dia, isso é um privilégio gigante!





14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo